De moto pela América do Sul

Diários de viagem

Ernesto Che Guevara

Die Leseprobe wird geladen.
eBook
eBook
Fr. 6.00
Fr. 6.00
inkl. gesetzl. MwSt.
inkl. gesetzl. MwSt.
Sofort per Download lieferbar
Sofort per Download lieferbar
Sie können dieses eBook verschenken  i

Weitere Formate

Beschreibung

O Livro Que Inspirou o Filme - Diários de Motocicleta

Este diário - reelaborado por Ernesto Che Guevara, em forma narrativa, graças às suas anotações detalhadas - é o relato da viagem feita por Che e seu amigo Alberto Granado, desde a Argentina até a Venezuela, em 1952. Aventura e emoção entremeadas de reflexões sobre múltiplos aspectos da América - a miséria dos índios, o espanto de conhecer o mar-, o mundo percebido pelos olhos de um jovem de 23 anos, disposto à surpresa e à compaixão, mas também querendo descobrir sua verdadeira vocação, aproveitar a vida, enamorar-se verdadeiramente. Tudo isso enquanto a moto segue pelas estradas poeirentas e arriscadas, perdendo peças pelo caminho, provocando tombos e episódios tragicômicos. O livro serviu de base para o filme "Diários de Motocicleta", dirigido por
Walter Salles.

Che Guevara (1928-1967) foi um guerrilheiro e revolucionário argentino, um dos principais líderes da Revolução Cubana que se tornou o braço direito de Fidel Castro, presidente do Banco Nacional e mais tarde Ministro da Indústria de Cuba. Acreditava na construção do Socialismo. Na Bolívia, organizou um grupo guerrilheiro, com o objetivo de unificar o regime político da América Latina.
Ernesto Guevara de La Serna (1928-1967) nasceu em Rosário, Argentina, no dia 14 de junho de 1928. Filho de Ernesto Guevara y Lynch, renomado professor de Direito, congressista e embaixador, e de Celia de La Serna y Llosa, de família aristocrática. Desde criança sofria com asma, motivo pelo qual foi dispensado do serviço militar.Em 1944, as finanças da família iam mal e Che Guevara passou a trabalhar como funcionário da Câmara de um vilarejo próximo. Em 1946, a família se mudou para Buenos Aires e em 1947, Che ingressou no curso de medicina na Universidade de Buenos Aires. Após concluir o quarto ano, consegue uma credencial de enfermeiro para trabalhar em navios da petrolífera estatal. Sua primeira viagem durou seis meses, a bordo do Anna G, no qual percorre toda a costa sul-americana, até chegar a Trinidad e Tobago, no Caribe. Nessa época escreveu seu primeiro ensaio, "Angustia".De volta aos estudos, idealiza com seu amigo Alberto Granado a aventura de percorrer toda a América Latina, saindo de Córdoba até chegar aos Estados Unidos, a bordo da "La Poderosa", uma Norton de 500 cilindradas de propriedade de Alberto. Em 14 de janeiro os amigos iniciam a viagem. Foram seis meses de estrada, inicialmente percorridos na moto, depois de carona, a pé e em alguns trechos de avião. As enormes contradições sociais da América Latina reforçaram seu ideal socialista.Em 1953 Che Guevara conclui o seu curso de Medicina. Seu foco era na área de imunologia. Foi convidado pelo Dr. Pisani para trabalhar na clínica especializada em alergias, mas já com as ideias revolucionárias, partiu para a Guatemala, país que havia passado por uma reforma agrária que contrariava os interesses de empresas norte-americanas que exploravam o mercado de banana. Nessa época intensificou os estudos sobre teorias políticas e medicina social. Desde sua primeira aventura, Guevara deixou tudo registrado em um diário.Em 1954, no México conhece Fidel e Raul Castro, exilados depois do golpe de estado de Fulgêncio Batista, apoiado pelos americanos. Em seguida, Guevara se integra ao M Nl R e participa, em 1956, do levante para a derrubada do governo de Fulgêncio. Em janeiro de 1959, após vitórias decisivas, Guevara, Fidel e Raul Castro ocupam Havana e são saudados pela população. Com as mudanças política no país, Fidel nomeia Che Guevara para presidente do Banco Nacional e mais tarde para Ministro da Indústria.Ao longo dos anos em Cuba, seus ideais revolucionários passaram a se distanciar dos planos de Fidel Castro, decidiu então deixar Cuba e partir para ajudar outras revoluções. Em 1965, Che foi para o Congo, na África, com outros 100 cubanos para auxiliar na luta contra a ditadura do General Mobutu. Com o fracasso, seguiu para a Bolívia, onde organizou um grupo guerrilheiro, com o objetivo de unificar os países da América.Foi então assassinado pelos militares bolivianos.

Produktdetails

Format ePUB i
Kopierschutz Ja i
Family Sharing Ja i
Text-to-Speech Ja i
Seitenzahl 192 (Printausgabe)
Erscheinungsdatum 07.05.2015
Sprache Portugiesisch
EAN 9788582020418
Verlag Sá Editora
Dateigröße 1804 KB

Kundenbewertungen

Es wurden noch keine Bewertungen geschrieben.

  • Artikelbild-0